TRANSFORMERS: caminhões de quase 1,5mi da animação chegam ao Brasil

Compartilhe isso:
Tempo de leitura: 1 Minuto

Dez unidades do Peterbilt chegaram ao país em importação independente para colecionadores

As unidades do Peterbilt 389 foram importadas por um grupo de empresários de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O lote dos caminhões chegou nesta semana ao porto de Paranaguá (PR), e as fotos da chegada rapidamente caíram nas redes sociais, afinal elas realmente impactam.

Quem não gosta dos Transformers, não é mesmo? O Optimus Prime é um ícone!

Mustang e Camaro ganharam bastante relevância no Brasil após os filmes da franquia, mas ainda faltava o mais importante de deles. Faltava, porque agora o Brasil tem 10 unidade do Optmus Prime, ou melhor, do Peterbilt 389.

O BRASIL TEM POUCOS CAMINHÕES IMPORTADOS, MAS VOCÊ SABE O MOTIVO?

A legislação brasileira, para variar, é o motivo. A nossa regulação estabelece o comprimento máximo dos veículos e consideram o tamanho completo da composição, somando cavalo mecânico e carreta. Ou seja, quanto maior o cavalo mecânico, menos espaço para levar carga. Então, acaba não valendo a pena investir nesses caminhões.

É por isso que nossos caminhões aqui são todos do estilo “cara-chata”, onde o motor fica localizado em baixo da cabine e não na parte da frente dela.

O último “bicudo”, como o 389, saiu de linha em 2020. Trata-se do Mercedes Atron, essa máquina da foto de cima.

QUESTÕES TÉCNICAS DO PETERBILT

Trata-se de uma máquina invejável e desejada por muitos. Apesar do alto valor, o retorno técnico e mecânico desse “Transformer” explica o valor de mercado dele.

Vou falar grego agora para quem não entende nada de caminhão. Eles – os Peterbilt – podem receber diferentes opções de trem de força, incluindo um motor seis-cilindros em linha turbodiesel de 12,7 litros de deslocamento e 506 cv. O câmbio pode ser manual ou automático, com até 18 marchas. 

Como isso não conta para os limites legais da legislação dos Estados Unidos, a cabine ampla oferece espaço para até duas camas, armário e TV.

O painel ainda remete um tempo passado, com aquela pegada “old school”, apesar de ter sido modernizado na versão mais recente.

QUER IMPORTAR UM PETERBILT PARA VOCÊ? VEJA O VALOR DESSA OPERAÇÃO

A Peterbilt faz parte do grupo Paccar, que também comercializa os caminhões da DAF no Brasil. Porém, por conta do baixo mercado para os “bicudos” no Brasil, não há chance do 389 ser vendido oficialmente por aqui.

Nos Estados Unidos modelos similares custam quase R$ 1 milhão pelo câmbio atual, sem considerar impostos.

Apenas com a alíquota de 35% mais os custos alfandegários estima-se que cada unidade dos caminhões tenha se aproximado da cifra de R$ 1,5 milhão.

Geraldo Souza

Meu nome é Geraldo Souza e sou caminhoneiro há mais de 30 anos. Por isso, aos 58 anos de vida, decidi contar nesse blog as minhas experiências vividas em milhares de quilômetros percorridos Brasil afora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *